Qual a importância do Recinto Alfandegado para a área da Saúde
Créditos: Libraport Campinas

#LIBRAPORTEXPLICA

Qual a importância do Recinto Alfandegado para a Saúde?

O recinto alfandegado é um espaço de destaque para o Setor Regulado, tanto no armazenamento de insumos quanto na interlocução com a ANVISA; confira detalhes

Autor: Marketing Libraport
Publicado em 21/02/2024

O segmento da Saúde, tanto humana quanto animal, está altamente atrelado ao dia a dia das operações logísticas. Nesse sentido, a movimentação intensa de cargas destinadas aos cuidados de seres vivos é imparável no Brasil. Este cenário leva em consideração as viagens que cada produto fará ao destino final, sua quantidade e a necessidade dos destinatários em terem suas mercadorias com a qualidade garantida.

Mas por que os recintos alfandegados são importantes neste cenário? A resposta para tal pergunta é ampla, visto que os recintos são muito importantes para diversos cuidados com os produtos do Setor Regulado. Assim, um recinto pode funcionar como um “armazém da saúde”. A Libraport, neste artigo, apresentará alguns:

Soluções que um recinto alfandegado pode dar como um armazém da Saúde:

A manutenção da temperatura das mercadorias de Saúde

Cargas destinadas à Saúde Humana e Animal, como medicamentos e insumos de vacinas, necessitam de espaços com temperaturas adequadas para sua manutenção e armazenamento. Em nossa empresa, por exemplo, o Armazém Refrigerado e Climatizado, também chamado de “Armazém 02”, guarda esses itens para os clientes que contratam nossos serviços.

No Armazém 02, que é um armazém da saúde na Libraport, há câmeras de climatização de 15ºC a 25ºC e de refrigeração de 02ºC a 08ºC. Os insumos e matérias-primas passam por um rigoroso controle de temperatura justamente para manter as especificidades de suas composições químicas.

Além do mais, é ideal que essas áreas tenham determinada “qualificação térmica” para funcionarem. O propósito é o de comprovar a segurança daquele espaço na guarda dos insumos nas faixas de temperaturas referidas.

Leia também este tema de Saúde: #LIBRAPORTEXPLICA – QUAIS SÃO AS CERTIFICAÇÕES DA SAÚDE QUE TODO ARMAZÉM ALFANDEGADO PRECISA TER?

A presença de um Responsável Técnico num armazém da saúde

Apesar da regulação das temperaturas já garantir certa segurança aos clientes da Saúde que utilizam os armazéns alfandegados, é imprescindível a presença de um profissional que realizará fiscalização. Nesse sentido, o Responsável Técnico (RT) está presente nas áreas de produtos médicos e farmacêuticos de um armazém da saúde.

O RT é capacitado e habilitado para supervisionar as operações acerca das cargas de Saúde. E para além disso, o Responsável Técnico também aplicará treinamentos para as equipes que lidam com as mercadorias já mencionadas. Assim, as empresas que se posicionam no ramo de importação/exportação, manipulação, transporte e mais, envolvidas com produtos de Saúde Humana e Animal, devem trabalhar com um RT em seus recintos.

Interlocução imprescindível com a ANVISA

No raciocínio conduzido nos parágrafos acima, além do Responsável Técnico estabelecer as Boas Práticas de armazenamento e orientar a equipe a como lidar com mercadorias farmacêuticas, ele também será o interlocutor da empresa com a ANVISA.

Dessa forma, o profissional participará de auditorias em seu recinto alfandegado de atuação, quando feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A pessoa será o contato da empresa em si com clientes do Setor Regulado (que engloba Saúde Humana e Animal).

Nos recintos alfandegados as autoridades aduaneiras podem realizar inspeções (in loco ou remotas), verificar documentação e rastrear a movimentação de mercadorias. Isso contribui para a fiscalização aduaneira, permitindo o acompanhamento preciso de produtos para saúde desde sua origem até seu destino.

A regulamentação nas fronteiras

Os produtos para Saúde Humana e Animal frequentemente atravessam fronteiras internacionais. Os recintos alfandegados, juntamente com a ANVISA (ou órgãos regulatórios), são responsáveis por regular essa entrada por meio de leis e facilitar a importação e exportação desses produtos. Simultaneamente, os recintos garantem que os processos atendam aos requisitos regulatórios e proporcionem que apenas produtos seguros e eficazes estejam disponíveis no mercado local.

O transporte de mercadorias de Saúde

Em conjunto à armazenagem e temperatura, a presença de profissionais qualificado e o acompanhamento dos processos por parte de órgãos regulatórios, os recintos alfandegados também são primordiais para a Saúde nos trâmites de transporte.

Para que uma operação logística seja ágil, o transporte das mercadorias é imprescindível; em especial quando falamos acerca das cargas do Setor Regulado que, em diferentes localidades, futuramente estarão em hospitais, clínicas e farmácias.

Portanto, um recinto alfandegado que também ofereça serviços de transportação tornam-se atrativos no mercado. No caso da Libraport, contamos com a eficiência do LibraExpress, que comporta as atividades do Transporte DTA, o DTA-Santos para cargas marítimas que chegam no Porto de Santos, e o Door Delivery que realiza a transferência de produtos porta a porta.

É importante que a Saúde Humana e a Animal sejam pensadas de forma consciente em cada um de seus passos na cadeia logística. Vemos que há relevância em enxergar as mercadorias destes segmentos com a visão de que, ao fim de todas as operações, tais produtos auxiliarão e salvarão as vidas daqueles que mais amamos; e quem sabe, dos nossos próprios lares. A Libraport, com suas operações 24h, a pluralidade de serviços e o trabalho certificado com as Boas Práticas de Armazenagem de Medicamentos e Insumos Farmacêuticos da ANVISA, carrega a qualidade, o cuidado e a celeridade que a Saúde no Brasil busca.

É possível conhecer mais a respeito dos nossos serviços em nosso site: www.libraport.com.br. Entre em contato com a gente!